Get relevant information on mobile marketing delivered to your inbox.
Back to blog

O que é inbound marketing? Guia completo!

O que é inbound marketing? Guia completo!

Se você ainda não sabe o que é inbound marketing, está mais do que na hora de sintonizar a captação de clientes da sua empresa com as novas práticas do comportamento do consumidor. 

Aliás, você já percebeu que os clientes estão cada vez mais exigentes e independentes?

Pense nisso refletindo sobre seus próprios hábitos de compra. 

Ao pesquisar um produto na internet, você solicita a ligação de um vendedor ou prefere ver os comentários e as avaliações de outros consumidores nas redes sociais? 

E para tirar dúvidas, liga no SAC da empresa ou logo parte para o chatbot do site?

Nesse cenário, emerge uma estratégia que não apenas se adapta a essas mudanças, mas também as abraça e capitaliza: o inbound marketing.

E para te ajudar a “dançar conforme a música”, vamos, neste artigo, apresentar tudo o que você precisa saber sobre a estratégia, desde o que é inbound marketing até os exemplos práticos de táticas que você pode usar para atrair e encantar seus consumidores.

Fique conosco e acompanhe a leitura! 

O que é inbound marketing?

Inbound marketing é uma estratégia voltada para o ambiente virtual. Seu objetivo central é atrair e nutrir leads organicamente, usando a produção de conteúdo relevante para o público como centro. Trata-se, portanto, de uma estratégia crucial para se destacar no digital e estabelecer uma conexão forte com potenciais clientes.

A abordagem é conhecida por vários nomes, incluindo marketing de atração ou marketing de entrada, título que faz alusão ao fato de que, no inbound, são os clientes que vêm até a sua empresa, e não o contrário. 

Nesse sentido, os potenciais clientes são atraídos pela mensagem da marca, que é transmitida por meio de conteúdos projetados especialmente para conectar um produto com o seu público em diferentes estágios da decisão de compra.

Para que serve o marketing de atração?

Tecnicamente, o inbound marketing serve para ampliar o reconhecimento de marca, aumentar o engajamento dos clientes e melhorar os resultados de vendas. Como já destacamos, o objetivo é alcançado por meio da produção de diversos tipos de conteúdo, que variam de acordo com as preferências do público-alvo. 

Em síntese, os tipos de conteúdos produzidos nessa estratégia são:

  • blog posts;
  • e-books;
  • whitepapers;
  • vídeos;
  • webinars;
  • publicações nas redes sociais;
  • pesquisas;
  • estudos de caso. 

Tais conteúdos não apenas fornecem respostas úteis para as perguntas dos leads, mas também são personalizados para atender às necessidades presentes em cada etapa do processo de decisão de compra.

E quais são essas etapas, exatamente? De que forma o inbound marketing impacta a decisão de compra do consumidor?

Entenda, nas próximas linhas, quais são os quatro pilares do marketing de atração e descubra todas as respostas.

Quais são os 4 pilares do inbound marketing?

Os quatro pilares do inbound marketing são:

  1. atração;
  2. conversão;
  3. venda;
  4. fidelização.

As etapas configuram o fluxo contínuo do inbound marketing, que visa atrair novos clientes e, principalmente, cultivar relacionamentos. 

Conheça os detalhes de cada pilar a seguir.

1- Atração

A atração no inbound marketing acontece quando um potencial cliente procura ativamente por informações ou soluções para um problema e encontra conteúdo relevante que o ajuda.

Por exemplo, um potencial cliente que deseja melhorar sua gestão financeira pessoal pesquisa o termo “como começar a fazer a gestão financeira” e encontra um blog com dicas úteis. 

Ao ler o artigo, ele se depara com a sugestão de usar aplicativos para facilitar o controle financeiro, o que desperta seu interesse em uma solução prática e eficaz. 

Nesse cenário, a atração ocorre quando o cliente em potencial busca conhecimento e encontra uma resposta valiosa para suas necessidades.

2- Conversão

A conversão, por sua vez, envolve a transformação de visitantes em leads. Isso acontece quando um potencial cliente fornece dados para a sua empresa em troca de um conteúdo.

Seguindo o mesmo exemplo do tópico anterior, imagine que o mesmo potencial cliente se empolga com a ideia de usar um aplicativo de finanças e começa a pesquisar várias soluções.

Em determinado momento, encontra um ebook que compara e avalia minuciosamente diferentes apps. 

Para acessar o ebook, ele precisa preencher um formulário com seus dados. Nesse momento, ocorre uma troca: o cliente em potencial fornece suas informações e recebe um conteúdo valioso. 

O movimento faz com que ele se torne um lead, ou seja, alguém que demonstrou interesse genuíno na empresa e está disposto a iniciar um relacionamento mais próximo. 

3- Venda

Com os dados em mãos, a empresa deve usá-los para nutrir o lead com informações relevantes e construir um relacionamento mais próximo ao longo do tempo.

Em nosso exemplo, este momento se caracteriza pelo instante em que o lead decide baixar o app para testar.

Para isso, ele cria uma conta, uma das formas de conversão mais relevantes para empresas de aplicativos móveis

4- Fidelização

O pilar de fidelização caracteriza os esforços empregados para manter e fortalecer o relacionamento com os clientes conquistados por meio de conteúdos relevantes. 

No caso do nosso exemplo, o pilar retrata a produção de conteúdo voltada para que a experiência do usuário seja a melhor possível, fornecendo dicas práticas para que o cliente obtenha todo o potencial do sistema adquirido. 

Se a estratégia for bem-sucedida, o lead gosta da experiência e finalmente assina a versão Premium do aplicativo para uma gestão financeira mais completa. 

Qual é a diferença entre inbound e outbound marketing?

A diferença entre inbound e outbound marketing está na abordagem usada para alcançar o público-alvo. Enquanto o inbound marketing é voltado para atrair o interesse de forma orgânica e não intrusiva, o outbound marketing adota uma abordagem mais direta e proativa, sendo muitas vezes, interruptiva.

Por essa razão, considera-se o outbound uma abordagem mais invasiva, embora seja eficiente para determinados modelos de negócio. 

O mais interessante é trabalhar a ideia de que é possível mesclar ambas as estratégias para atingir diferentes segmentos de clientes, em estágios distintos da decisão de compra. 

Na prática, significa que você pode usar o inbound marketing para atrair clientes inicialmente, fornecendo conteúdo educativo e informativo, e, em seguida, aplicar estratégias de outbound para fechar negócios com aqueles que já estão mais próximos da decisão de compra.

Portanto, não há uma abordagem única que seja melhor que a outra. Tudo dependerá do seu objetivo, do seu modelo de negócio, da complexidade do seu produto e, sobretudo, do seu público-alvo.

Quais as vantagens do inbound marketing?

Agora que você já sabe o que é inbound marketing e como funciona, já deve ter percebido que o recurso pode trazer muitas vantagens competitivas para a sua marca, como:

  • melhorar o engajamento de clientes;
  • ampliar o reconhecimento de marca;
  • elevar a reputação da empresa;
  • aumentar as vendas;
  • fornecer um processo consistente e escalável para atrair leads;
  • promover mais interação entre a marca e o público;
  • destacar a marca em um ambiente digital competitivo;
  • gerar um ROI favorável em comparação ao outbound marketing.

Marketing de conteúdo + SEO: uma tática de inbound marketing consistente e lucrativa 

Você já ouviu falar em SEO e marketing de conteúdo

Estes são dois exemplos de táticas de marketing de atração que, quando combinados, impulsionam significativamente a visibilidade e o sucesso da sua marca no ambiente digital.

SEO é a sigla para Search Engine Optimization (Otimização para Mecanismos de Busca, em português). A técnica é usada para melhorar a classificação do seu site e dos seus conteúdos nos resultados de mecanismos de busca, como o Google. 

Na prática, quando alguém pesquisa por palavras-chave relacionadas ao seu produto (como “gestão financeira”, seguindo o exemplo anterior), um bom trabalho de SEO aumenta as chances de o seu site aparecer nas primeiras posições. 

Assim, é mais provável que as pessoas cliquem no site quando buscam informações relacionadas ao seu nicho. E é nesse ponto que o marketing de conteúdo entra em ação.

A estratégia se dedica à criação e ao compartilhamento de informações valiosas relacionadas ao seu setor, sendo esta apenas uma das táticas de inbound marketing.

Mesclando as duas técnicas, é possível construir uma estratégia abrangente de inbound marketing, que atrai visitantes por meio de SEO e os engaja, educa e guia ao longo da jornada de compra com conteúdo relevante e útil.

Aqui mesmo, no blog da CleverTap, você encontra diversos conteúdos com estratégias que aprimoram a jornada de compra do consumidor. 

Esperamos que você tenha entendido o que é inbound marketing neste artigo. Mas, lembre-se, o aprendizado deve ser contínuo!

Por isso, não deixe de conferir nossos conteúdos e ampliar seu conhecimento em marketing!

Posted on April 28, 2024