Get relevant information on mobile marketing delivered to your inbox.
Back to blog

Buyer persona: conceito, importância + 7 passos para criar uma

Buyer persona: conceito, importância + 7 passos para criar uma

É difícil ter bons resultados nas estratégias de marketing sem, antes, definir a buyer persona do seu negócio. Afinal, como você vai falar com o seu público se você não sabe, de fato, quem ele é?

Porém, esse é um processo que deve ser bem estruturado. Não basta fazer suposições sobre quem você acha que é o seu potencial consumidor. Pelo contrário, é importante fazer pesquisas, ter dados e basear-se em fatos reais para alcançar os objetivos da empresa.

Até porque os clientes são críticos para o sucesso de qualquer negócio. Não importa se sua empresa é antiga ou relativamente nova, é necessário oferecer uma experiência de compra positiva. É a única maneira de garantir o crescimento e o reconhecimento do negócio.

Na verdade, marcas que focam na experiência do cliente geram aproximadamente seis vezes mais receita do que seus concorrentes.

Portanto, você precisa se colocar no lugar dos seus compradores se quiser se destacar entre milhões de outras empresas que oferecem as mesmas soluções. 

Então, o que é buyer persona e como criar uma? Qual a importância real para os negócios? Será que basta ter um punhado de informações sobre seus clientes, ou é necessário algo a mais para conseguir criar estratégias de um marketing personalizado? 

É sobre essas questões que falaremos neste conteúdo. Boa leitura.

O que é buyer persona?

É um arquétipo semi-ficcional que retrata um segmento específico do seu público e fornece uma visão holística dos seus consumidores com base nas semelhanças que compartilham.

Essas similaridades podem estar relacionadas aos seus objetivos, pontos de dor, motivações, frustrações e/ou expectativas.

Construídas com dados coletados de pesquisas de mercado, análises de websites e ferramentas de atração de leads, as personas permitem que você compreenda seus compradores e descubra a maneira como eles utilizam seus produtos e serviços.

Brand persona e buyer persona: principais diferenças

Há muitos termos dentro do marketing digital que parecem ter a mesma definição, mas representam aspectos diferentes. É o caso de brand persona e buyer persona. Veja mais sobre cada um para entender melhor.

Brand persona

  • É uma representação fictícia da personalidade, valores, características e identidade da empresa. É construída para humanizar a marca e criar uma conexão emocional com o público-alvo.
  • É desenvolvida por meio de características como tom de voz, estilo de comunicação, valores, missão e visão da marca.
  • Ajuda a garantir consistência na comunicação e nas estratégias de marketing, permitindo que a marca se comunique de forma coesa e atraente com seu público.

Buyer persona 

  • É uma representação semi-fictícia do cliente ideal. É baseada em dados reais sobre o comportamento e as características demográficas, psicográficas e comportamentais dos clientes existentes e potenciais.
  • Ajuda as empresas a entender melhor quem são seus clientes, quais são suas necessidades, desejos, motivações e desafios.
  • São criadas por meio de pesquisas de mercado, análise de dados, feedback dos clientes e outras fontes de informações relevantes.

Portanto, enquanto a brand persona se concentra na personalidade e identidade da marca, a buyer persona foca na compreensão do cliente ideal e na adaptação das estratégias de marketing 360 para atender às necessidades desse público. 

Vale destacar que ambas são ferramentas cruciais para o sucesso de uma marca no mercado.

Qual a importância da buyer persona? 4 vantagens

Não tem como falar sobre a importância sem pensar nas vantagens de criar esse personagem semi-fictício para sua empresa, certo? Afinal, quando são precisas e bem definidas pode trazer vários benefícios para suas estratégias de marketing.

Marketing direcionado

É possível adaptar seus esforços de marketing especificamente aos seus clientes ideais. Ao entender suas necessidades, interesses e pontos problemáticos, você pode criar conteúdo, mensagens e ofertas personalizadas e relevantes. 

Essa abordagem direcionada aumenta a probabilidade de engajamento, conversões e satisfação do cliente.

Melhor compreensão do cliente

Ao analisar suas características demográficas, motivações e comportamentos, você obtém insights valiosos sobre o que influencia suas decisões de compra. Essa compreensão permite que você antecipe suas necessidades, ofereça melhores experiências ao cliente e construa relacionamentos duradouros.

Desenvolvimento de produtos aprimorado

Ao alinhar suas ofertas com as preferências e requisitos de seus clientes-alvo, você pode criar produtos e serviços que atendam às suas necessidades específicas. Isso aumenta as chances de sucesso do produto e satisfação do cliente.

Alocação eficiente de recursos

Ao focar nos segmentos de clientes mais relevantes, você pode otimizar seu orçamento, tempo e esforços. Essa alocação direcionada de recursos garante que você alcance o público certo com as mensagens certas, levando a um melhor retorno sobre o investimento em marketing.

Como fazer um buyer persona de forma prática?

Separamos 7 passos práticos, mas que devem ser feitos com atenção, para criar uma das personas da sua empresa. 

É necessário ressaltar que pode existir mais de acordo, de acordo com diferentes produtos ou experiências que a marca pode oferecer. Basta repetir o processo para cada um.

  1. Colete dados existentes dos clientes: analise informações demográficas, comportamentais e de compra dos seus clientes atuais. Utilize ferramentas como analytics de website, CRM e pesquisas de mercado.
  2. Descreva necessidades e pontos de dor dos clientes: identifique os problemas e desafios que seus consumidores enfrentam e têm em comum. Entenda quais soluções eles procuram para resolver esses problemas.
  3. Mapeie a experiência ideal: visualize o caminho que a buyer persona percorre desde a descoberta do produto até a compra e pós-vendas. Identifique pontos de contato e oportunidades para melhorar a experiência.
  4. Dê vida: dê um nome, idade, cargo, interesses, e outras características específicas. Crie uma imagem mental detalhada do cliente ideal com base nos dados coletados.
  5. Conte a história: crie uma narrativa que descreva o dia-a-dia, desafios e objetivos da sua persona. Esse processo ajuda a entender melhor suas motivações e comportamentos.
  6. Organize e refine: revise e ajuste a persona com base em novas informações ou feedbacks. Garanta que ela seja precisa e representativa do seu público-alvo.
  7. Compartilhe: distribua o perfil montado com todas as equipes relevantes, como marketing, vendas e desenvolvimento de produtos. Certifique-se de que todos entendam quem é o cliente ideal e como atendê-lo melhor.

Inclusive, temos um conteúdo que pode te ajudar a entender mais sobre o seu cliente. Confira: [CTB28PT] – Psicologia do consumidor

Veja um exemplo de buyer persona

Pareceu confuso esse passo a passo? De fato, fica mais fácil conforme vamos ganhando experiência no processo. Ainda assim, separamos um exemplo de buyer persona que pode te ajudar a entender melhor. 

Esta personagem fictícia representa um segmento do público da empresa de equipamentos esportivos, ajudando a entender suas necessidades, desafios, motivações e preferências de comunicação. 

  • Nome: Amanda Salles
  • Idade: 30 anos
  • Profissão: personal trainer

Descrição demográfica

  • Gênero: feminino
  • Estado civil: solteira
  • Renda: média-alta
  • Localização: São Paulo, Brasil

Comportamento e interesses

  • Apaixonada por fitness e saúde, Amanda pratica exercícios regularmente e incentiva seus clientes a fazerem o mesmo.
  • Ela gosta de se manter atualizada sobre as últimas tendências em equipamentos e técnicas de treinamento.
  • Amanda também é bastante ativa nas redes sociais, onde compartilha dicas de exercícios, nutrição e estilo de vida saudável com seus seguidores.

Necessidades e desafios

  • Como personal trainer, Amanda busca constantemente por equipamentos de qualidade que possam melhorar a experiência de seus clientes durante os treinos.
  • Ela valoriza produtos duráveis e multifuncionais que possam ser adaptados para diferentes tipos de exercícios.
  • Além disso, Amanda enfrenta o desafio de encontrar equipamentos que se encaixem dentro do orçamento de seus clientes, sem comprometer a qualidade.

Objetivos e motivações

  • Amanda deseja oferecer o melhor serviço possível aos seus clientes, ajudando-os a alcançar seus objetivos fitness de forma eficaz e segura.
  • Ela está em busca de parcerias com marcas confiáveis que compartilhem seus valores de qualidade e comprometimento com o bem-estar dos clientes.
  • Amanda também procura por oportunidades de crescimento profissional, como cursos e workshops, para aprimorar suas habilidades como personal trainer.

Canais de comunicação preferidos

  • Redes sociais: Instagram, onde ela segue influenciadores fitness e marcas de equipamentos esportivos.
  • Blogs e sites especializados: ela acompanha páginas oferecem dicas de treinamento, análises de produtos e artigos sobre saúde e fitness.
  • Eventos e feiras fitness: Amanda gosta de participar de eventos e feiras onde pode experimentar novos equipamentos e conhecer as últimas inovações no mercado.

Com todas essas informações reunidas sobre a buyer persona, a empresa de equipamentos esportivos pode personalizar suas abordagens e desenvolvimento de produtos para atender melhor às demandas desse público específico.

Pronto para dar o próximo passo e criar o seu?

Compreender a buyer persona é fundamental para direcionar a empresa na escolha das ferramentas e estratégias de marketing mais eficazes para atrair leads qualificados. É isso o que você quer, não? Atrair as pessoas certas até a sua empresa?

Até porque estruturar uma campanha de marketing demanda atenção, foco e minúcia. Entretanto, com o auxílio de boas ferramentas de automação, é possível economizar tempo e esforço.

Com uma plataforma all-in-one, como a CleverTap, você desenvolve campanhas de ponta a ponta a partir do entendimento do perfil do cliente. É possível, ainda, criar ações segmentadas, com mensagens direcionadas a perfis de comportamento específicos. 

E não para por aí: a ferramenta fornece dados valiosos sobre o desempenho das campanhas e permite ajustar detalhes durante o período de realização das iniciativas.

Que tal conhecer todas as funcionalidades da CleverTap em uma demonstração gratuita? Solicite a sua agora mesmo!

Posted on May 2, 2024