Get relevant information on mobile marketing delivered to your inbox.
Back to blog

Segmento de cliente: o que é e 6 passos para criar segmentos

Segmento de cliente: o que é e 6 passos para criar segmentos

É crucial saber o segmento de cliente que você deseja impactar para que sua campanha de marketing atinja os objetivos esperados. 

Afinal, seus clientes apresentam características distintas, seja pela idade, localização geográfica, interesses, hábitos de compra ou mesmo por seus valores pessoais. 

Tais diferenças não podem ser ignoradas, pois exigem abordagens de comunicação distintas para atender às expectativas de cada grupo. 

Nesse sentido, a segmentação de clientes é uma forma eficaz de mapear diferentes perfis de clientes e usar dados de maneira inteligente, facilitando a personalização e o engajamento de públicos específicos

Quer saber mais sobre o que é segmento de cliente, quais são os tipos e como segmentar sua base? Acompanhe a leitura deste artigo!

O que é um segmento de cliente?

Um segmento de cliente é um grupo de consumidores que compartilham características em comum, como idade, estado civil, localização, ocupação, valores, necessidades, preferência, entre outras. O agrupamento de clientes em categorias distintas ajuda a compreender o público-alvo e a personalizar as estratégias de relacionamento com o cliente.

Uma das principais vantagens de identificar o segmento de cliente está no aprofundamento do conhecimento sobre seu público. Quando a imersão acontece, é possível:

  • aumentar as conversões de vendas;
  • alcançar um público específico;
  • personalizar a comunicação;
  • elevar a fidelização;
  • obter mais lucratividade nas estratégias de marketing e vendas;
  • otimizar a criação de conteúdo;
  • engajar clientes;
  • encontrar novas oportunidades de melhoria em produtos e serviços;
  • melhorar o atendimento ao cliente;
  • aumentar o ROI das estratégias;
  • identificar as melhores práticas de comunicação para cada grupo.

Tudo certo sobre o que é segmento de cliente e quais suas vantagens?

Agora, para ampliar ainda mais os seus horizontes sobre o tema, conheça os diferentes tipos de segmentos de clientes que você pode formar.

Tipos de segmentos de clientes

Os principais tipos de segmentação estão apontados na lista a seguir.

  1. Segmentação demográfica: considera características demográficas dos clientes, como idade, gênero, estado civil, renda e educação.
  2. Segmentação psicográfica: leva em conta os aspectos psicológicos e emocionais dos clientes, incluindo suas crenças, interesses, posicionamentos, estilo de vida e personalidade.
  3. Segmentação comportamental: analisa os hábitos de compra e a frequência de aquisições, a lealdade à marca e o histórico de transações.
  4. Segmentação geográfica: pode ser dividida em segmentação regional, urbana/rural, nacional ou internacional, dependendo do alcance da empresa.
  5. Segmentação por frequência de uso: segmentação com base na frequência ou no uso que fazem do produto ou serviço, sendo muito usada em produtos digitais, como streaming e aplicativos.
  6. Segmentação tecnográfica: considera o nível de tecnologia que os clientes usam ou estão dispostos a adotar.
  7. Segmentação baseada em necessidades: agrupamento feito com base nas necessidades e nos desafios específicos dos clientes.
  8. Segmentação baseada em valor: classifica os clientes com base no valor que eles agregam à empresa.

É importante destacar, porém, que há muitos outros tipos de segmentos de clientes. Além disso, as classificações variam de acordo com a natureza do negócio e seus objetivos estratégicos. 

Exemplos de segmento de cliente

Agora que você já conhece os tipos de informações que podem ajudar a criar grupos de consumidores, veja alguns exemplos de segmentos de clientes que podem ser gerados:

  • segmento de jovens urbanos;
  • segmento de clientes baby boomers;
  • segmento de amantes de natureza;
  • segmento de clientes fiéis à marca;
  • segmento de clientes locais;
  • segmento de alto valor;
  • segmento de viajantes;
  • segmento de pequenas empresas;
  • segmento de clientes engajados com moda sustentável.

Como você pode perceber, no que tange aos segmentos de clientes, os exemplos são inúmeros. Portanto, vale reforçar que a escolha da segmentação adequada para a sua empresa deve considerar uma série de fatores, desde o seu modelo de negócio até o tom de voz da marca.

No próximo tópico, vamos abordar com mais detalhes um exemplo de segmento de clientes usado na CleverTap, e que diz muito sobre o comportamento dos consumidores: a análise RFM.

O que é análise RFM?

RFM é a sigla para Recency, Frequency, Monetary, ou, em português, Recência, Frequência e Valor Monetário. Os indicadores da análise RFM oferecem um panorama sobre o comportamento do cliente, uma vez que a frequência e o valor monetário têm impacto direto no LTV, e a recência, em retenção e engajamento.

Entenda:

  • recência: indica o quão atual é a atividade do cliente. Quanto mais recente a compra, mais receptivo o cliente será às promoções;
  • frequência: aponta a frequência das transações ou visitas de um cliente. Quanto mais frequentemente o cliente compra, mais engajado e satisfeito ele fica;
  • valor monetário: reflete o poder de compra do cliente. O valor monetário diferencia os grandes compradores dos compradores de baixo valor.

Veja como um de nossos clientes conseguiu atingir uma taxa de retenção de 43% em uma base de 33 milhões de usuários com a análise RFM da CleverTap: Como o PlantSnap usa RFM para aumentar a retenção do dia 30 

Como fazer segmentação de clientes?

Para fazer segmentação de clientes, siga as seguintes etapas:

  • defina seu objetivo, estabelecendo o que você deseja alcançar com a estratégia, seja aumentar as vendas, melhorar o engajamento de clientes ou personalizar campanhas de marketing;
  • estabeleça o critério principal de segmentação que será a base da sua segmentação, como recência, frequência, valor monetário, demografia, psicografia ou qualquer outro fator relevante;
  • colete e organize os dados em um formato que seja fácil de analisar;
  • segmente seus clientes usando o critério definido. 
  • crie campanhas voltadas para cada segmento, incluindo a criação de mensagens personalizadas, ofertas direcionadas e canais de comunicação adequados a cada grupo.
  • acompanhe métricas relevantes, como taxas de conversão e retenção de clientes, e ajuste suas segmentações conforme necessário para melhorar os resultados.

O que colocar no segmento de cliente?

O segmento de cliente criado deve conter, fundamentalmente, os dados básicos dos indivíduos, bem como seu histórico de compras ou de visitas. Para segmentações mais específicas, é necessário identificar os critérios básicos de segmentação e complementar com informações detalhadas, como o horário ou a frequência de uso do produto, por exemplo.

O que é e como utilizar um software de segmentação de marketing?

Você sabe o que é um software de segmentação de marketing?

Em síntese, refere-se a uma plataforma de marketing que fornece os recursos necessários para fazer a segmentação de clientes de forma otimizada. 

Mais do que isso, um software de segmentação de marketing é determinante para a personalização de campanhas, a otimização de conversões e o aumento do ROI das estratégias de marketing.

Aqui na CleverTap, por exemplo, você pode criar segmentos e realizar diferentes operações, como visualizar tendências do segmento ao longo do tempo para entender como um determinado segmento de cliente se comporta em resposta às suas iniciativas de marketing. 

Todo o painel do CleverTap pode ser filtrado por qualquer segmento que você criar, incluindo qualquer um de nossos recursos analíticos.

Ficou claro o que é segmento de cliente? Tudo pronto para criar grupos de clientes e levar a personalização das suas campanhas e mensagens para o próximo nível?

Que tal contar com a ajuda da CleverTap para isso?

Solicite uma demonstração gratuita e veja como podemos te ajudar!

Posted on April 28, 2024