Get relevant information on mobile marketing delivered to your inbox.
Back to blog

Análise comportamental: saiba como reter seus clientes!

Análise comportamental: saiba como reter seus clientes!

Em um contexto onde grande parte dos consumidores espera por experiências personalizadas, o desafio dos profissionais de marketing reside na criação de estratégias que entreguem o nível mais alto de individualização. Um dos caminhos para chegar a este resultado é a análise comportamental dos clientes.

Trata-se do processo de interpretação das ações e dos traços de personalidade de um indivíduo para identificar seus padrões de comportamento, considerando fatores psicológicos, pessoais, sociais e até geográficos. 

Com a análise comportamental no marketing, você pode entender exatamente o que motiva o cliente a permanecer comprando da sua marca, qual é a percepção sobre seus produtos e o que valoriza na jornada de compra. 

Desse modo, o estudo dos perfis comportamentais torna-se um exercício indispensável para as marcas que desejam cativar seus clientes e entregar experiências únicas e altamente personalizadas.

Para alcançar o objetivo, é preciso lançar mão de estratégias que se baseiam nos aspectos mais pessoais de cada cliente: seu comportamento, suas crenças e suas preferências! Aliás, é por essa razão que as técnicas são tão assertivas.

Que tal se aprofundar no tema e saber mais sobre o que é análise comportamental e como usá-la para aumentar suas taxas de engajamento, satisfação e retenção?

Fique conosco e continue a leitura!

O que é análise de perfil comportamental?

A análise de perfil comportamental é o processo de usar dados para compreender como os clientes agem, quais são suas preferências e como tomam decisões. Com os dados, pode-se entender os anseios e as demandas dos consumidores, e com isso, criar segmentos de clientes específicos para refinar a personalização.

Nesse sentido, podemos afirmar que o estudo de perfis comportamentais é a combinação perfeita de dados e psicologia.

Por um lado, a análise envolve a coleta e a interpretação de dados sobre a interação dos clientes. Por outro, incorpora princípios psicológicos para entender o motivo por trás dos comportamentos observados — por isso, fatores psicológicos, socioculturais e pessoais são considerados no processo.

Como resultado, a análise de perfil comportamental é capaz de mapear:

  • informações demográficas;
  • aspectos socioeconômicos;
  • sentimentos dos clientes;
  • dados psicográficos;
  • o processo de pensamento e decisão de compra dos consumidores;
  • o nível de afinidade com a marca ou com o aplicativo;
  • a proposta de valor que melhor ressoa com cada segmento de cliente. 

Por que fazer uma análise comportamental dos clientes?

A análise de perfil comportamental é um estudo amplamente aplicado para desvendar o comportamento humano.

Não à toa, conceitos como DISC e PDA são frequentemente associados a perfis comportamentais com o objetivo de compreender e, sobretudo, desenvolver pessoas para que alcancem sua melhor versão.

DISC e PDA se referem a Dominância (D); Influência (I); Estabilidade (S) e Complacência (C), e Personal Development Analysis (Análise de Desenvolvimento Pessoal), respectivamente.

O primeiro aponta quatro traços básicos de comportamento, enquanto o segundo, refere-se a uma ferramenta usada para identificar as forças e as fraquezas de um indivíduo.

Ambas as ferramentas baseadas em análise de perfil comportamental são implementadas na gestão de pessoas em empresas que buscam reter e engajar seus melhores talentos.

Percebeu alguma semelhança com marketing?

Reter e engajar. Este é o poder das análises de perfil comportamental! 

No marketing, a análise de perfil comportamental é valiosa por diversas razões. A seguir, listamos as principais. 

1- Mais facilidade para personalização

Um aplicativo de saúde pode ser interessante para pessoas com objetivos distintos, que vão desde ter uma alimentação melhor e emagrecer até aumentar a massa muscular do seu corpo. 

E mais: pessoas com o mesmo objetivo podem ter propósitos diferentes.

Como assim?

Indivíduos que buscam uma alimentação mais saudável podem apenas precisar de uma reeducação alimentar, ou então, enfrentam questões de saúde mais delicadas e devem melhorar sua dieta.

É evidente que mensagens, notificações e ofertas que sigam uma única abordagem não serão interessantes para o todo o seu público. Afinal, 71% dos consumidores esperam por experiências personalizadas.

Nesse sentido, analisar os perfis comportamentais ajuda a mapear a proposta de valor que melhor se alinha ao consumidor.

Com isso, você será capaz de criar segmentos de clientes singulares e desenvolver campanhas atrativas e personalizadas para os diferentes perfis.

2- Onboarding mais assertivo

Como falamos no tópico sobre o que é análise de perfil comportamental, a avaliação do comportamento também consiste em considerar o nível de afinidade dos usuários com o seu produto.

A retenção em aplicativos, por exemplo, é fortemente dependente de uma experiência de navegação fluida e descomplicada. Portanto, para adaptá-la ao consumidor, é preciso ter entendimento profundo das preferências, motivações e necessidades individuais.

É nesse ponto que a análise comportamental no marketing se torna tão essencial para a criação de um onboarding mais assertivo. 

Considerar o nível de afinidade dos usuários com o produto permite personalizar o processo de integração para se alinhar às características comportamentais únicas de cada usuário.

Desse modo, cria-se uma jornada de onboarding intuitiva, relevante e, principalmente, envolvente.

3- Redução do churn

Afinal, o que leva determinados segmentos de clientes a se afastarem da sua marca?

Como você deve imaginar, a resposta está na análise de perfil comportamental. 

Lembre-se: o estudo dos perfis comportamentais ajuda a identificar o que impulsiona a decisão de compra dos clientes, bem como o que se torna uma barreira em sua jornada.  

Sendo assim, a análise oferece também o caminho das pedras, apontando melhorias e lacunas que devem ser preenchidas para elevar a satisfação e o engajamento do consumidor. 

O resultado? Menores taxas de churn ou desinstalação e maiores níveis de retenção. 

Como identificar o perfil comportamental do cliente?

Bem, até aqui, você entendeu o que é análise comportamental e quais são suas principais vantagens. 

Agora, confira nossas dicas para colocá-la em prática!

  • Centralize os dados dos seus clientes em uma base de dados de fácil acesso. Use plataformas como CDP ou CRM para simplificar a organização dos dados.
  • Segmente seus clientes seguindo os principais modelos de segmentação (demográfica, psicográfica, geográfica, hábitos de compra e canais mais usados).
  • Mapeie o processo de decisão de compra de cada segmento criado. Identifique os fatores que impulsionam ou impedem uma compra.
  • Faça um estudo das interações dos clientes com a sua empresa nos diferentes canais, como seu site, aplicativo, blog, páginas nas redes sociais etc.
  • Observe a concorrência e identifique diferenciais competitivos que te ajudem a oferecer algo único para seu público.
  • Combine dados quantitativos e qualitativos para traçar a jornada dos clientes mapeados.
  • Aplique sua análise em uma campanha para avaliar o comportamento do cliente.
  • Mensure os resultados. Analise indicadores como taxa de conversão, CAC e LTV para avaliar o desempenho das campanhas.
  • Use plataformas de marketing durante todo o processo para analisar os perfis comportamentais em cada canal de forma integrada, mantendo os dados dos seus clientes unificados. Isso facilitará sua análise e o acompanhamento da jornada do cliente.

Ficou claro o que é análise de perfil comportamental? Pronto para colocá-la em prática e criar campanhas irresistíveis para seus clientes?

Se quiser aprender mais sobre estratégias de marketing que impulsionam seus resultados e cativam os clientes, não deixe de acompanhar outros conteúdos do nosso blog.

Posted on April 27, 2024